domingo, 13 de janeiro de 2013

Receita de mãe: é hora de comprar o material escolar


Janeiro é mês de férias, de descanso e de viagens, mas também é tempo de ser organizar para a volta às aulas e comprar o material escolar. Além de se desdobrar para movimentar a agenda da criançada e pagar todas as contas, taxas e impostos em dia, muitas famílias precisam fazer um esforço extra para equilibrar todos esses extras dentro do orçamento de janeiro. Não é impossível, mas a tarefa exige planejamento.


Sobre o material escolar, a velha recomendação para que você pesquise marcas e preços continua valendo. Anteontem, eu tirei a tarde para ir comprar o material escolar da minha filha. Com uma lista não muito extensa em mãos, fui fazer a necessária cotação de preços, e me surpreendi com os resultados. Escolhi três papelarias da zona norte, uma bem pertinho da outra (dá até pra ir andando de uma loja pra outra) e duas coisas me chamaram atenção:

- A diferença de preço que chegava a triplicar de uma loja para outra (em itens básicos e sem sofisticação nenhuma, como a cola branca); e

- Como os preços podem variar muitíssimo quando os produtos trazem a marca ou a imagem de algum personagem famoso. 


Tudo bem, todo mundo já foi criança um dia e a gente sabe que os personagens realmente exercem um fascínio danado sobre as crianças. Isso é saudável, mas eu não acho razoável que a gente precise pagar mais que o dobro por um produto com o rosto da Moranguinho, Batman, Monster High, Carros, Barbie, Bem 10 ou tantos outros. Nada contra os personagens, mas tudo a favor do orçamento!

O consumo consciente tem uma série de vantagens: além de economizar e guardar uma graninha a mais para os passeios de férias, a compra do material escolar pode ser uma boa oportunidade para mostrar ao seu filho que dá para ter cadernos e lápis super legais sem gastar tanto. Dessa forma, sua criança vai começando a compreender o valor do dinheiro e pode, sem grandes dificuldades, aprender a gostar daquele personagem simpático e menos popular do caderno de desenho, do estojo, da mochila...

Se você ainda não comprou o material escolar deste ano, experimente pesquisar, não ceda a todas as tentações e, se possível, deixe seu filho em casa na hora de ir às compras. Uma coisa é certa: até mesmo para os pais e mães mais disciplinados fazer escolhas racionais com os filhos de lado é uma tarefa difícil!

Bom domingo e até a próxima semana. ;-)

2 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget