domingo, 9 de dezembro de 2012

Receita de Mãe: programa de domingo


Como diz o velho slogan, cinema é a maior diversão. E, já que domingo é o ‘dia mundial do lazer’, nada mais legal que aproveitar o momento e levar a criançada ao cinema depois do almoço. Ontem, eu e minha ‘trupe’ assistimos à animação A origem dos guardiões, uma produção encantadora dos estúdios da DreamWorks, o mesmo de Shrek, Madagascar, Kung Fu Panda e tantos outros que já viraram ou ainda vão virar clássicos.

A origem dos guardiões é um filme para todas as idades e, que fique claro, não digo isso por já ter passado dos 30 e continuar gostando de desenho. É legal mesmo e, com a experiência em 3D, fica ainda mais encantador.

Assista ao trailler

Ao contrário dos lançamentos que costumam chegar aos cinemas nessa época do ano, não se trata de um filme de Natal. É verdade que o Papai Noel até está lá, mas, neste caso, ele faz parte de um grupo de personagens que sempre povoaram o imaginário das crianças. E dos adultos também. É tudo junto e misturado: o Coelho da Páscoa, a Fada do Dente e o próprio Papai Noel (que, neste caso, de bom velhinho não tem quase nada). Todos em versões bastante humanizadas, cheios de personalidade, defeitos e qualidades, como todo mundo. E tem ainda o simpático Sandman, que eu não conhecia, mas tem um papel fundamental: ele é o guardião dos nossos sonhos.

Do lado ‘do mal’, o Bicho Papão, nos lembrando que ter medo é normal, em todas as idades. Enfim, não vou falar muito mais para não estragar a magia do filme, mas termino este post com uma síntese para reforçar que ele vale a pena ser visto: A origem dos guardiões é uma história sobre o bem e o mal que vivem dentro de todos nós. Uma aventura cheia de descobertas, que nos mostra como é importante continuar acreditando nos nossos sonhos de infância e como os amigos de verdade podem nos ajudar a lembrar da nossa verdadeira essência.

*Em tempo: todos os personagens têm um papel fundamental no filme. No entanto, um deles dá sentido à trama. Não falei dele neste post, nem sequer citei seu nome. E foi de propósito. Essa parte, caro leitor, é a cereja do bolo e, para comê-la, só indo ao cinema. ;-)

Aproveite seu dia. Bom domingo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget