sexta-feira, 4 de maio de 2012

receita de sexta: guarde tudo no google.


No final do mês passado, o Google lançou sua ferramenta de armazenamento de arquivos: o Google Drive, ou GDrive. Batendo de frente com os serviços já disponíveis no mercado como o DropBox (que já foi comentado aqui no blog), vem oferecendo maior armazemanento por menor preço, o que deve ser desesparador para os concorrentes mais antigos.

Seguindo a política do "mais por menos", o GDrive já parte de 5GB disponíveis gratuitamente, tudo integrado ao seu Google Docs, agora virando uma coisa só e podendo abrir mais de 30 tipos de arquivos diferentes. Se você achar pouco pode pagar por planos com um armazenamento maior, tudo pra ajudar você a não perder mais aquele arquivo importante por causa de um backup mal feito no notebook.

Só uma coisinha, se você ainda não usava o Google Docs, não sabe o que ta perdendo. O serviço é uma mão na roda da criação e edição de documentos multi-usuários, com tudo compartilhado e atualizações em tempo real. Usem.

Observando pela praticidade que o serviço oferece para o usuário comum que não tinha se aventurado a usar um serviço do tipo, no GDrive você só precisa ativar o serviço na sua conta Google e fazer o download do aplicativo para o seu desktop. A partir daí é só salvar os arquivos na pasta específica e ele já faz o sync com sua conta, disponibilizando tudo para ser acessando de qualquer lugar com uma ferramenta de busca poderosa. Simples assim como no vídeo abaixo:



Alguns especialistas questionaram a política de privacidade do GDrive, mas o Google fez questão de rebater dizendo que não tem nada de diferente dos outros serviços de armazenamento em nuvem como o DropBox, SkyDrive (da Microsoft) e o iCloud (da Apple) e que a nuvem pública ainda não é segura para armazenamento de arquivos sigilosos e confidenciais. Mas, me parece que o foco do Google é, novamente, o usuário comum ou as pequenas empresas que podem usar a simplicidade do serviço para o armazenamento de arquivos do dia-dia.

Mas e os outros serviços concorrentes vão aguentar o poder de adesão de mercado do Google e segurar seus usuários? Sinceramente, sou usuário do serviço pago do DropBox e hoje não vejo necessidade de migrar tudo para o GDrive. Já as pequenas empresas e pessoas que adotaram o Google Docs como um serviço padrão para criação e compartilhamento de documentos devem apostar suas fichas no novo GDrive sem problema nenhum. Agora é acompanhar e ver como o mercado vai se comportar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget